Estilos do Hatha Yoga 
pesquisa e adaptação: Eloisa Vargas


Alguns mestres e praticantes contemporâneos de Hatha Yoga criaram escolas e metodologias próprias, adaptando a filosofia clássica às necessidades de uma prática mais aberta e menos rígida.Esta nova abordagem atraiu um grande número de adeptos ocidentais. Partindo de uma única fonte comum, o mestre Krishnamacharya, as três principais escolas do Yoga moderno continuam a se subdividir em dezenas de outros estilos derivados. Essa divisão é polêmica e os instrutores mais tradicionais não olham a iniciativa com bons olhos e afirmam que o Ocidente, mais uma vez, tenta fragmentar uma ciência que é milenar.  
 
Outros porém, compreendem estas novas formas da prática como uma evolução irreversível que proporciona um caráter atual à prática ancestral e afirmam que, respeitada a essência do Yoga e honrados os seus fundamentos, toda a modernidade que possa transparecer em um primeiro enfoque são apenas sinais dos tempos e que na sua profundidade, o Hatha Yoga está chegando à humanidade de uma forma mais abrangente despertando-a para a consciência. A linguagem corporal resgatada de antigas técnicas ancestrais reveste-se de um caráter dinâmico e atual transmitindo, assim, a mesma mensagem para um maior número de pessoas.

A grande diversidade de escolas do Hatha Yoga surgidas nos últimos anos pelo mundo inteiro contribui para gerar grande confusão para o iniciante em Yoga que fica sem saber qual escola praticar e do que se trata cada uma delas. Esta matéria tem o objetivo de esclarecer alguns pontos referentes a estilo e à origem destes estilos.


O  Hatha Yoga adotou Patanjali como seu referencial (conforme o Gherandha Samhita ). Patanjali apresenta um sistema codificado há 5.000 anos em uma obra denominada Yoga Sutras (aforismos de Yoga). O sistema de Patanjali é o Ashtanga  Yoga , (ashta=oito e anga=passos  yoga=união),  ou seja, Yoga dos oito passos ou oito braços. 
Estas partes representam todos os aspectos do sistema.

O sistema do Hatha Yoga 

Yama - 5 princípios de conduta ética
Niyama - 5 princípios de conduta comportamental
Ásana - posturas psico-físicas 
Pranayama - exercícios de respiração 
Pratyahara - liberação da mente do jugo dos sentidos;
Dharana - concentração mental, foco
Dhyana - meditação 
Samadhi - superconsciência 


Algumas  escolas de Hatha-yoga  praticam com maior ênfase apenas alguns destes angas e outras escolas praticam os oito angas integralmente.
As escolas de Hatha Yoga que praticam todos os angas , ou passos do tratado de Patanjali e estruturam sua prática  em conformidade com estes, são consideradas escolas de Ashtanga Yoga.

Desta forma, ashtanga yoga passa a definir as escolas de hatha yoga  que obedecem o tratado do ashtanga yoga de Patanjali.

O hatha yoga milenar, diversificado nos dias atuais em uma série de sub escolas e numa profusão ilimitada de estilos, tem como  fonte principal  o grande mestre e instrutor Tirumulai Krishnamacharya, de Mysure.



Tirumulai Krishnamacharya, 
o pai do Yoga Moderno



Krishnamacharya  
o pai do Yoga Moderno (1888-1989)

Krishnamacharya foi instrutor no palácio de um marajá Indiano. Nesta época,  passava grande parte do seu tempo pesquisando e estudando na  biblioteca deste Palácio onde encontrou, entre as relíquias históricas, um conjunto de informações na forma de manuscritos. O texto descrevia um sistema de Yoga ( de 5000 mil anos provavelmente) intitulado  ‘Yoga Korunta’ e que descrevia os asanas apresentados em seqüência, encadeados em movimentos muito semelhantes á uma dança. Este encadeamento ou seqüência de posturas sem interrupção chama-se Vinyasa
Posturas não tradicionais constavam destes manuscritos e estas posturas eram chamadas de Virabadrássanas ( Guerreiros). Esta forma arcaica de abordar a prática do Hatha Yoga interessou Krishnamacharya que passa então a sistematiza-la adaptando-a numa prática intensa e vigorosa que se desenvolve basicamente através de fluxos.  Os vinyasa baseam-se nos
Suryas Namascaras (Saudações ao Sol) resgatados por Krishnamacharya.

Os jovens discípulos deste mestre, Iyengar e Pattabhi Jois, fizeram novas adaptações e criaram seus próprios estilos baseados nos ensinamentos recebidos por Krishnamacharya. 
Hoje em dia seu método é transmitido através da escola chamada "Vinyoga" que tem a frente seu filho  T.K.V. Desikachar e pelos discípulos  B. K. S. Iyengar ( estilo Iyengar) e Sri K. Pattabhi Jois (estilo ashanga vinyasa yoga de Mysouri). Todos os três seguem os oito angas do Ashtanga Yoga de Patanjali.


Os vários estilos do Yoga Moderno são formas diferentes de apresentar o clássico e ancestral Hatha Yoga sendo que  as diferenças entre estes estilos ocorrem na intensidade da prática e no foco em algum aspecto em especial. Algumas escolas focam essencialmente o alinhamento postural, a correção de desvios de postura, o fortalecimento da musculatura etc. enquanto que outras escolas focam os fluxos, a seqüência de um asana para o outro dentro de um sistema rígido de respiração. 

Na verdade, embora aparentemente estes aspectos enfatizados possam causar diferenças, o método de Krishnamacharya está presente fortemente em todas estas escolas ou estilos pois é a origem de todos eles e é o que Krishnamacharya chamou apenas de Hatha Yoga.

Iyengar
B.K.S. Iyengar
http://www.bksiyengar.com/

 

B.K.S. Iyengar , aluno de  Krishnamacharya por alguns anos na sua juventude, desenvolveu suas próprias característica no estilo conhecido como "Iyengar Yoga" o qual, apresenta um rigorismo na precisão postural e observação das características biomecânicas dos asanas.

B.K.S. Iyengar é um dos maiores conhecedores de Yoga vivos atualmente no mundo. É uma autoridade e um nome a honrar e respeitar. É o criador de um dos mais populares estilos de yoga da atualidade. É o autor do livro guia dos instrutores de Yoga do mundo inteiro: "Luz no Yoga" - O estilo Iyengar é conhecido pela grande atenção ao detalhe e  precisão no alinhamento da postura. Iyengar introduziu os "props" (suportes, blocos, cintas) para facilitar a execução das posturas em casos de alunos com problemas de sustentação ou fraqueza.Toda a prática de Iyengar é rigorosa e a base é a execução das posturas em pé (stand). Tadasana, a Montanha, é a postura chave para a compreensão do equilíbrio e alinhamento perfeito do corpo. Iyengar ensina que estar parado, em pé, por exemplo, exige muita concentração, percepção para movimentos sutis e ajustes. O ponto é que, quando você está parado em pé, você não está parado, você está em Tadasana, uma pose muito ativa.

O rigorismo de Iyengar manifesta-se também na formação de seus instrutores que, necessitam de cinco anos de treinamento para obterem um certificado e serem autorizados a lecionar o estilo Iyengar Yoga. A formação, até o momento, é feita diretamente por Instituições por ele supervisionadas na India. Sua filha Geeta Iyengar e seu filho Prachanti Iyengar são seguidores e instrutores do seu estilo. O Yoga ensinado por Geeta dirige-se, essencialmente, à mulheres.


Ashtanga vinyasa yoga
K.Pattabhi Jois
http://www.ashtanga.com/
http://www.ayri.org/
          
J.P.S. Pattabhi Jois , também aluno de  Krishnamacharya, desenvolveu o seu dinâmico "Ashtanga Vinyasa-yoga", o qual é praticado com a apresentação de séries de fluxos embasados nos tradicionais  Suryas Namascaras (Saudações ao Sol) - método muito antigo de encadear os asanas e resgatado por Krishnamacharya. 


Ashtanga vinyasa yoga de Mysouri - é um estilo desenvolvido para todos aqueles que necessitam de um sério trabalho corporal sendo fisicamente rigoroso. As aulas desenvolvem-se através de um programa fixo  de seis séries em fluxos de aproximadamente 40 posturas cada um, com saltos de uma postura para a outra com o objetivo de construir força, flexibilidade e vigor (stamina, em inglês). Não é o estilo mais adequado para principiantes ou alguém que espera algo mais calmo do Yoga. O aluno deverá estar preparado antes de entrar nos fluxos uma vez que um condicionamento básico é exigido. Os fluxos obedecem a uma ordem de dificuldades em função do nível dos alunos e são sempre os mesmos. 


Vinyoga
T.K.V. Desikachar
http://www.viniyoga.co.uk/background.html
artigo: http://www.viniyoga.co.uk/articles-3.html

 
T.K.V. Desikachar 
filho de Krishnamacharya

Vinyoga vem a ser o método que representa o próprio ensinamento de  Krishnamachyara transmitido atualmente por seu filho T.K.V. Desikachar e outros instrutores de Yoga.  Viniyoga é se propõe a adaptar o Yoga praticado com o nível e a necessidade de cada aluno.  Em um individual e progressivo sistema, Viniyoga é gradual e suave. Tradicionalmente, o Yoga era ensinado de pessoa a pessoa em transmissão direta de mestre para discípulo. Hoje em dia esta prática fica impossibilitada, mas ainda assim, Vinyoga preocupa-se em atender as necessidades pessoais de cada aluno e os grupos são formados com um mínimo de pessoas. Um programa ou pauta especial é elaborado para atender as necessidades individuais do aluno com uma metodologia que possibilite ao aluno praticar em casa.
Preservando o conceito fundamental do Yoga que é a Libertação, Vinyoga ensina ao aluno esta libertação a partir do ponto básico que é a sua prática pessoal sem que necessite estar freqüentando para sempre estúdios de Yoga para isto. 
Vinyoga pratica fluxos com respiração suave.  Viniyoga é acessível para todos e para todos os estágios da vida e pode ser também aplicado terapeuticamente.


Como se percebe, o Yoga moderno nasce em Krishnamacharya e desenvolve-se  a partir das três escolas mais conhecidas mundialmente: Iyengar, Ashtanga Vinyasa e Vinyoga e as tres escolas, fundamentadas na mesma linhagem de Krishnamacharya e mais profundamente, no clássico Hatha Yoga.

Muitas outras escolas ou estilos continuam surgindo e apresentando este Yoga dinâmico que passa a ser uma síntese entre estes três métodos fundamentais cuja prática é um desafio físico visando o desenvolvimento mental. 

 O Yoga moderno, em uma abordagem geral, visa, além de promover força e flexibilidade para o corpo, o equilíbrio mental e a estabilidade emocional que dificilmente  é alcançado por outros exercícios físicos focando e promovendo condições para que o praticante desenvolva em si mesmo o auto conhecimento para o caminho da sabedoria. 

O Yoga moderno adaptou-se a  nova forma de vida de uma cultura que evolui com os tempos, mas nesta adaptação, os conceitos fundamentais do Yoga clássico precisam ser preservados sob pena da prática tornar-se estéril. Alguns métodos da prática tradicional do hatha yoga  podem ser menos enfocados ou até mesmo suprimidos mas as bases filosóficas precisam ser ensinadas, compreendidas, respeitadas e acima de tudo, honradas.

Assim, os três mestres acima mencionados, mantêm suas escolas dentro da mais alta consciência das tradições do Yoga embora apresentem uma prática moderna e dinâmica. As três escolas apresentam, durante a prática, os vários estágios da prática original: rituais de abertura, mantras, pranayamas, kriyas, asanas, relaxamento e fundamentalmente, meditação.  

Power Yoga
Beryl Bender Birch
http://www.power-yoga.com/
http://www.poweryoga.com.br/power.html

Baseado nos estilos de Iyengar e Pattabhi Jois, Power Yoga enfatiza os asanas que requerem força e resistência.  O surgimento deste estilo é atribuído á Beryl Bender Birc que adaptou posturas dos estilos acima mencionados em um ritmo dinâmico e forte na execução encadeada (fluxos) sincronizados com a respiração. O nome Power Yoga foi utilizado para que este estilo se diferenciasse do Yoga tradicional que é praticado em ritmo e intensidade moderados. Pode-se definir o Power Yoga como um trabalho pesado com sensibilidade.  O foco  é o equilíbrio, consciência e respiração. Na visão dos instrutores de Power Yoga como Brian Kest (CA), Beryl Bender Birc (AU) e Marcos Schultz (BR), "a ultrapassada mentalidade de estar em forma apenas fisicamente mostrou-se ineficiente". Muitas coisas erradas são feitas com o nosso corpo visando apenas efeitos externos. Power Yoga é uma forma de manter-se bem física e emocionalmente uma vez que trabalha corpo/ mente em conjunto. 


Jivamukti Yoga
http://www.jivamuktiyoga.com/

Diante do fato do Power Yoga ter-se tornado alvo das academias e  estas o transformarem em um tipo especial e atraente de fazer ginástica, este nome tornou-se algo a ser evitado pelos instrutores que tem formação em Yoga. Surge uma  variação ou, um resgate dos preceitos fundamentais do Yoga através do  Power  Jivamukti Yoga, onde são utilizadas todas as posturas físicas do Power Yoga, porém com grande ênfase na prática espiritual através de meditações, rituais, mudrás, leituras e entonação de mantras. Este estilo é praticado por Madonna e Sting o que o tornou mundialmente conhecido.
O nome Jivamukti  em Sânscrito significa "libertação", e é o método que utiliza uma prática física vigorosa combinada com os fundamentos filosóficos igualmente fortes das tradições antigas do Yoga, Vedanta e metafísica.
 Neste estilo,  o praticante é constantemente lembrado de que seu verdadeiro Ser não é a personalidade que assume para enfrentar o mundo e que durante o silêncio é possível contatar com a sua verdadeira essência que não poderá surgir através do intelecto. O praticante deverá descobrir por si mesmo o caminho para este estado onde perceberá que seu verdadeiro eu não é outro, senão, felicidade, alegria, bem-aventurança e Amor.

Ashtanga Power Yoga

Denomina o estilo dos instrutores que aplicam os mesmos preceitos físicos do Power Yoga porém seguindo o código de ética do Ashtanga Yoga de Patanjali.


A união dos estilos
o conhecimento serve a todos e não apenas a um grupo ou grupos

A maioria dos instrutores modernos estudam, praticam e ensinam os estilos do Yoga de B.K.S. Iyengar, Pattabhi Jois e  Desikachar. Unindo as características básicas de cada um deles, aplicam o método em função das necessidades das suas aulas ou de seus alunos. Não seguem nenhum método em especial e por isto tem a oportunidade de adaptar técnicas dentro de um contexto livre e criativo.

Cada um destes grandes mestres contribuiu para que o Yoga se tornasse uma prática difundida pelo mundo inteiro a partir de técnicas seguras e metodologia eficiente. Este é o seu legado à humanidade e todos tem o direito de usufruir de algo que é útil e bom uma vez que estes próprios mestres escreveram inúmeros livros explicando estas técnicas. Dentro do pensamento do Yoga, o conhecimento serve a todos e não apenas a um grupo ou grupos. Nada no terreno do Yoga é "inventado" pois esta arte já encerra a perfeição em si mesma. O Yoga é perfeito, é completo, existe antes dos mestres e permanecerá quando estes não mais existirem. O Yoga pertence ao ser humano sendo deste, um direito de nascença. Não pertence a nenhum mestre em especial, nem a instituições e nem a escolas. Se um instrutor sincero estuda profundamente a técnica sistematizada por algum mestre, tem o direito de alicerçar nela as suas aulas. Assim, este mestre que serviu de inspiração,  estará cumprindo o seu papel na transmissão do conhecimento para a humanidade.
Você não pode escrever na porta do seu estúdio o nome de Iyengar se você não tiver um certificado dos seus institutos que exigem uma formação de alguns anos para tal, mas você não está proibido de ensinar as coisas boas que ele criou para a prática do Yoga e nem mesmo o Iyengar em pessoa será contra isto. E você também não estará proibido de ensinar os métodos dos três mestres se assim você julgar necessário e tiver conhecimento para tanto.
Instrutores que não se submeteram a um único estilo, que estudam muito e que levam à sério a arte de ensinar, pesquisar e estudar, fizeram isto. Hoje você percebe não apenas o nome de um estilo e sim o nome do próprio instrutor como sendo este estilo. Erich Schiffmann é um destes casos. O estilo dele, é o estilo do Erich, uma forma criativa e pessoal de transmitir o ancestral Hatha Yoga influenciado pelos mestres do Yoga Moderno, crias de Krishnamacharya e fundamentado no Ashtanga Yoga de Patanjali em seus princípios e ética.. 


continua:Estilos do Hatha Yoga Moderno parte II

 

 

home
Estudio de Yoga

www.yogabrasil.com.br

revista yogabrasil