Quem pode praticar
Diálogos entre Patricia Martins Moreno e Eloisa Vargas
extraído do Faça Perguntas do site Estúdio de Yoga
janeiro 2002

Todo o ser humano deve e pode praticar Yoga e para isto, basta apenas que tenha pulmões. Você tem pulmões? Então pode. Se você está com excesso de peso, está pouco flexível, tem mais de 50 anos,ainda assim pode e deve praticar Yoga! Não tenha dúvidas quanto à isto. É claro que você vai ter que entrar em uma turma que faça uma prática com um grau moderado de intensidade até que seu corpo faça os ajustes necessários, queime alguns excessos se o seu caso é este ( isto ocorre naturalmente) e desenvolva força e flexibilidade. Se
você não pratica nenhum tipo de atividade física no momento, é natural que esteja sem resistência física portanto, uma prática gradual, vai colocando o sistema cardiovascular em ordem.
Tudo é uma questão de não forçar a barra e começar com passos pequenos. A base é importante para o futuro da prática. Exigirá paciência. Com o passar do tempo, percebe-se que, à medida que a resistência aumenta ( o que capacitará para exercícios mais intensos), a gordura em excesso vai sendo eliminada , os músculos ficarão mais firmes e a barriga tende a "achatar".

Não existe idade para começar a prática porque existem  ritmos e intensidades diferentes em função de cada corpo. Algumas escolas de Yoga não possuem recursos ( ou não se interessam ) para atender os praticantes de mais idade. Mas isto não é uma característica do Yoga e sim, de certas escolas ou estilos em particular. Você jamais deverá julgar o Yoga a partir de uma escola que poderá recusar um praticante que tenha idade avançada. O Yoga não é esta escola.

Pratico e ensino um Yoga intenso, composto por  fluxos fortes, apoios e todos os asanas desafiadores que compõem o amplo painel de posturas desta prática.  Tenho minhas turmas divididas pelo condicionamento físico dos alunos. Mas se uma senhora de sessenta anos evoluir sua prática ao ponto de poder fazer um fluxo intenso e posturas que solicitam alto condicionamento, se ela é capaz, por que não o fará? E por que motivos eu deixaria de ensinar passo a passo todos os processos que levariam o corpo desta pessoa a adquirir níveis de condicionamento que só percebemos em jovens? 
Isto não quer dizer que "seja fácil". Vai depender do quanto esta pessoa não danificou seu sistema músculo esquelético e o quanto ela tem de empenho e disciplina em se dedicar à sua prática pessoal do Yoga. A intensidade da prática estará diretamente condicionada à história biológica deste corpo.


home
asthanga power yoga

www.yogabrasil.com.br

revista yogabrasil