Uma Questão de Conjunto
Eloisa Vargas

                O que entendemos por evolução? Sim, o que pensamos ser evolução? Evidentemente cada um poderá ter a sua própria visão do que seja e talvez, outros nem tenham pensado nisso.              
              No meu caso particular,  vejo a evolução como uma expansão da consciência e tudo o que a natureza colocou á nossa disposição são apenas as ferramentas ou os meios para que tal coisa aconteça. Sendo assim, você encontrará vários meios para atingir este objetivo.

              Por outro lado, o que se vê no mundo, é uma pseudo evolução. A evolução verdadeira é homogênea, equilibrada. Percebemos uma grande evolução tecnológica contra uma evolução psicológica deficiente ou seja, avançamos nas conquistas materiais na ciência mas a mente por trás disto tudo continua primitiva. Esta disparidade provoca os abusos que testemunhamos a cada dia através do jogo de interesses do mais forte a subjugar o mais fraco. Não há consciência interativa neste tipo de evolução e assim, os valores são distorcidos uma vez que a quantidade supera a qualidade.

              No meu ponto de vista, e é obvio, isto é a imagem que criei a respeito disto e portanto jamais saberei se é a verdade ou não, acredito que estamos num mesmo barco e precisamos evoluir em conjunto. Somos uma imensa teia onde os eventos de cada um afeta este "todo" simultaneamente.  Enquanto houver um só homem sobre a face da terra passando fome ou sendo maltratado, posso me sentir evoluído? Embora a evolução seja necessariamente uma tarefa pessoal uma vez que depende de auto conhecimento e consciência, ela está atrelada a toda a humanidade e não creio num ser que evolua independente da sua espécie. Podemos nos sentir como seres isolados mas na verdade, não o somos. Pertencemos a esta humanidade e somos responsáveis pelo conjunto todo.  Cada pessoa que passa frio ou morre de fome é problema de cada um de nós. Nós somos o mundo, somos a situação do mundo e este mundo, com todas as suas belezas e maldades, é o nosso reflexo. A natureza é antes de tudo, justa.         

             Quando a evolução segue por caminhos tortuosos, ou seja, caminhos diferentes das leis naturais e dos valores essenciais do ser humano, ou objetivamente falando, quando rompe os mecanismos básico de subsistência da "teia",  a geração é exterminada e isto é comprovado através da história. Civilizações que atingiram elevados graus  de evolução ( comprovada pelo exame dos seus resíduos arqueológicos ) simplesmente desapareceram sem deixar rastros. Note-se aqui que, para o contexto global da evolução, milhões de anos para nossa mensuração de tempo, são apenas dias ou horas no contexto cósmico. O universo não tem pressa e parece aguardar sentado. Nossa trajetória será a de um eterno regresso até que o último ser humano esteja pronto. Numa metáfora, este "resgate" é total e não parcial. Através dos nossos DNAs, já estamos reencarnados nas futuras gerações. Nós já somos o futuro neste mundo, ou seja,  já repetimos o ano...

 

 

 

 

home
asthanga power yoga

www.yogabrasil.com.br

revista yogabrasil